Dor de cabeça: a fisioterapia no alívio do sintoma e tratamento da causa da cefaleia!


Mulher em um Spa

Em um texto publicado recentemente no site, citei as possíves causas das dores de cabeça, que comumente estão relacionadas as tensões musculares, seja da musculatura que envolve nosso crânio, ou músculos do pescoço e até nossa articulação temporo-mandibular (ATM), os músculos da nossa mastigação.


As tensões musculares normalmente estão associadas a nossa rotina de estresse e correria do dia-a-dia e, com frequencia, tem forte relação com nossa postura. Hoje, parte da população trabalhadora e estudantil tem longas e desgastantes jornadas de trabalho e estudo, muitas vezes começando o dia ficando horas sentados durante o deslocamento até o trabalho, seguido por várias horas na mesma posição em suas atividades laborais, seja em escritórios, utilizando computador, seja ao telefone, ou dirigindo, normalmente sem intervalos, em situação de estresse emocional e físico.


Fisicamente, os músculos pericranianos, pescoço ou mastigatórios sofrem com todo esse estresse, permanecendo em posição de contração continuamente, ou pela posição adotada e de sustentação, ou involutariamente, por contrações isométricas em razão de algum fator de estresse emocional, como no caso quando permanecemos apertando os dentes devido a ansiedade e medo, por exemplo.


E quando a razão da cefaléia é originada por estes fatores, é possível ter importantes resultados com o tratamento de fisioterapia, que além de atuar no relaxamento destes músculos, através da terapia manual, como trações cervicais, pompages, liberação miofasciais e alongamentos, atua também na conscientização, orientação e reeducação, seja da postura, seja dos hábitos diários, e assim evitar agravamento do quadro ou que o sintoma volte ao passar o período de tratamento da fase aguda.


Avaliar a causa da cefaleia, considerando a possibilidade de sua origem ser devido a problemas em regiões próximas, como cervical, ATM ou até mesmo ombro, ou ainda, outras possibilidades a serem investigadas, e fazer a associação com a atividade laboral, permite um tratamento abrangente, para alívio do sintoma mas, principalmente, tratar a possivel causa do problema, e isso é possível quando se tem uma visão global do corpo e de seu funcionalmento, e não apenas na queixa principal, o que possibilita um trabalho global de tratamento, de reeducação, promovendo qualidade no movimento e boa percepção da postura.

Saiba mais...